O Due Diligence, se trata de um conjunto de atos investigativos, que essencialmente devem ser realizados antes de qualquer operação empresarial de grande importância, para avaliar os eventuais riscos desta.

“Devida Diligência” ou “Diligência prévia” em português, e geralmente realizado no setor de tecnologia, por investidores que estejam negociando com Startups que já estão em estado operacional buscando investimentos para alavancar seus negócios. Assim, os investidores acabam requisitando as mais diversas informações, a fim de analisar o futuro de seu aporte.

O levantamento de dados deve ser o mais amplo possível, abrangendo processos judiciais e administrativos, certidões de diversas áreas e repartições, contratos com obrigações a vencer, não somente da empresa, como também sobre sócios e funcionarios. Enfim, tudo aquilo que interfira no ativo e passivo da startup sabatinada.

O interessante, antes mesmo de qualquer busca por investidores é sempre ficar atento aos aspectos financeiros, fiscais/contábeis e legais de sua empresa, conhecendo melhor do que ninguém, os possíveis riscos provenientes de sua atividade.

Realizar um Pré-Due Dilgence, pode identificar procedimentos e atos internos que não estejam de acordo com as legislações cabíveis, corrigindo tais problemas e riscos desnecessários, evitando assim um “Deal Breaker” na concretização de um investimento.

A Paz Costa Patricio Advogados, atua no setores empresariais e Tecnologia, sempre acessorando Startups à realizarem bons negócios. Fique atento à nossas redes sociais, e blog, para mais dicas jurídicas valiosas.